VISTOS

A República de Malta é parte integrante do Acordo Schengen de livre circulação de pessoas com instituição de uma mesma política comunitária consular e de controle de fronteiras. Fazem parte deste Espaço Schengen 25 (vinte e cinco) países da UE (incluindo três países que não são da UE: Suíça, Noruega e Islândia). Tais países estão em diferentes níveis institucionais de aderência ao Acordo de Schengen. Portanto, portadores de passaportes brasileiros válidos por, no mínimo, 06 (seis) meses podem ingressar, na categoria de turista, em Malta sem a necessidade do visto por um período de até 90 (noventa) dias, contados a partir do primeiro ponto de imigração na referida Área Schengen.  É importante observar todas as normas vigentes sobre propósitos de viagem, prazos de estada e documentações a serem apresentadas no primeiro ponto de ingresso na área de Schengen e também durante a permanência, com fins específicos, em Malta.

Embora Malta não seja uma área de casos de febre amarela, o governo de Malta exige a comprovação de vacinação contra febre amarela em países com incidência da mesma. O certificado internacionalmente reconhecido de imunização contra febre amarela será uma exigência nestes casos específicos. É importante relembrar que esta exigência poderá ser solicitada por outros países da UE ou da Área Schengen, sendo este o primeiro ponto de ingresso na UE. 

Neste link há direcionamento para a página oficial da Central de Vistos do Ministério das Relações Exteriores (MFA) de Malta. Ademais, o MFA apresenta informações úteis e mais detalhadas acerca dos países que precisam obter o visto para ingresso na Área Schengen. Tais informações podem ser acessadas aqui neste link.

Para maiores informações sobre o Espaço Schengen da União Europeia (UE), clique aqui.

-----

VISAS

The Republic of Malta is a member-state of the Schengen Agreement of the European Union, which establishes a commum fronteir control and consular policy for its member countries. Currently, there are 25 (twenty five) countries that are members of the Schengen Agreement. The Schengen Agreement provides a common, free transit area for UE citizens and several other nationalities. Several of the EU countries are part of the Schengen Agreement (including three non-EU countries: Switzerland, Norway and Iceland). These Schengen countries are in different institutional levels of adherence. Brazilian citizens with a valid passport with the minimum of 06 (six) months may enter Malta, in the tourist category, without a visa for a period of up to 90 days, which are counted at the first immigration entry into the Schengen Area. It is important to fully observe all norms and rules regarding purposes of the trip, timeframes and all necessary documentations to be presented for these related procedures in the first port of entry into the Schengen Area and also during your entire stay in Malta.

Although Malta is not an area with observed cases of yellow fever, the government of Malta requires proof of yellow fever vaccination if you are arriving from a country with risk of yellow fever. An internationally recognized yellow fever immunization certificate will, under those specific cases, be necessary to be presented. It is important to mention that other EU/Schengen Area countries can require the yellow fever immunization certificate, depending on the specifications of the first port of entry into the EU. 

Please click here for more information on this matter and for direct access to the Malta Ministry of Foreign Affairs Central Visa Unit. Moreover, the Ministry of Foreign Affairs (MFA) presents detailed information about third-country nationals who need a Schengen Visa prior entry into the said area. This information can be accessed via this link.

 

For more information on the European Union (UE) and its Schengen Area, please click on the following link